Histórico da Gestão de Resíduos Biológicos

Com a informação, em 2014 através do Ofício ZMV 196/2014, de que a Prefeitura Municipal de Pirassununga pararia de recolher e destinar os Resíduos de Serviço de Saúde (RSS), passando essa tarefa para as unidades geradoras, o Grupo de Trabalho para Gestão Integrada de Resíduos (GT-GIR) foi formado.

DSCN0384

O primeiro passo para a realização do diagnóstico da geração dos RSS foi dar treinamentos da gestão desses resíduos para todos os servidores ligados a atividades geradoras de RSS.

Os treinamentos foram ministrados pela Profa. Dra. Vera Letticie de Azevedo Ruiz da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), e seu conteúdo foi dividido em quatro módulos: 1) Classificação de RSS; 2) Segregação de RSS; 3) Tratamento Preliminar de RSS e 4) Armazenamento e Transporte de RSS. Foram oferecidos cinco treinamentos dos módulos 1 e 2, e quatro dos módulos 3 e 4, que transcorreram entre os meses de setembro de 2014 a janeiro de 2015.

Foi priorizada a máxima participação da comunidade, com isso foram ministrados treinamentos com duração de 1 hora e em algumas oportunidades foi ministrado mais de uma vez o mesmo módulo no mesmo dia.

DSCN0323Paralelamente o GT – GIR estudava como contratar uma empresa terceirizada para coleta e destinação dos RSS. Foi constatado que o valor do frete onerava de forma considerável os custos dos serviços a serem contratados. De forma estratégica foi sugerido que a coleta interna ocorresse semanalmente no Campus, com armazenamento temporário no container refrigerado da Unidade Didática Clínico Hospitalar (UDCH – FZEA), e a coleta externa passaria a ser feita mensalmente, diminuindo consideravelmente o valor dos serviços.

Para que ocorresse a coleta interna foi preciso que funcionários coletassem e armazenassem os resíduos no container. A coleta foi realizada assim por curto período dada à indisponibilidade de funcionários para esta tarefa.

Foi determinado então que a coleta pela empresa ocorresse semanalmente em pontos internos e estratégicos, de acordo com a figura abaixo.

Coleta interna P&B - 2016

Mapa dos pontos de coleta interna de RSS no Campus USP Fernando Costa. 1. UDCH (FZEA); 2. BDMV (FZEA); 3. LMMD (FZEA); 4. ZEA (FZEA); 5. LMM (FZEA); 6. LAFA (FZEA); 7. CAEPe (FMVZ); 8. LPBL (FMVZ); 9. VNP/ZAZ (FMVZ/FZEA); 10. Gado de Leite (PUSP-FC); 11. VRA (FMVZ); 12. LabEqui (FZEA);  13. LPS (FMVZ); 14. VPS (FMVZ); 15. LMSASA (FZEA); 16. UBAS (RUSP); 17.  CEPTOX/CEPBOV (FMVZ).

DSCN0386

Os custos totais pagos à empresa de coleta são rateados de maneira proporcional à geração das Unidades do Campus. A geração das Unidades é  monitorada semanalmente pelo registro de pesos de resíduos coletados em cada um dos pontos de coleta interna.